segunda-feira, 28 de maio de 2018

A Eucaristia é o sinal do Eterno.


A Eucaristia é o sinal do Eterno. É a presença real de Jesus que ameniza a fome e a saudade e nos impulsiona a ir em frente e a buscá-lo sempre mais. Jesus nos nutre daquilo que somos por excelência, aquilo que nos tornamos, aquilo que fomos e um dia seremos.

Nós estamos nessa peleja, todo dia, procurando nos saciarmos de Deus. Esses dias uma pessoa perguntou-me: Se alguém não vive sua vocação o que acontece? Respondi que se uma pessoa não escuta esse seu desejo, essa sua busca que a natureza anseia, se torna uma pessoa frustrada. Quem não busca amenizar em Jesus a fome de Deus, perde a vontade de viver.

Por que hoje em dia vemos tanto desânimo? Por que tanto desespero, tanta depressão? Vamos ser bem sinceros, a carne está bem atendida, temos, se não demais, pelo menos o necessário, a comida que nutre a carne. De grife ou não, roupa não nos falta, a maioria de nós tem o mínimo de conforto e facilidades. Então, o que nos leva à angústia? O que nos leva à perda da vontade de viver? Não são essas coisas, mas é algo dentro de nós, no fundo de nossa alma que precisa ser preenchida e só pode ser preenchida por Deus.

Jesus é realmente o “Mestre” estava e está a milhares de anos à frente quando disse: “Eu sou teu alimento”. Ele estava falando desse complemento que necessitamos e só encontraremos Nele. “Porque estamos no mundo, mas não somos do mundo” (cf. Jo 15,19).

Este é outro aspecto a refletir, Jesus não veio para julgar o mundo e para condenar ninguém. O objetivo primeiro, a proposta de Jesus, é só olhar nos Evangelhos. Ele veio, acima de tudo, para reabilitar, veio para resgatar a ovelha perdida, a ovelha desgarrada. Aquela que estava à margem da sociedade.

Jesus veio trazer luz, veio para ser um divisor de águas, um marco referencial na história. Ele é a razão de toda a nossa esperança e aqueles que o negam, negam a própria salvação. Nós temos um Deus que já se revelou, já mostrou o certo e o errado, então persistir no erro é decretar a nossa própria condenação.

Jesus é a luz! Quem faz coisas ruins não gosta de ver essas coisas ruins à luz da verdade. Por isso, quem caminha no mal, quem é mentiroso e desonesto, quem busca o pecado, não quer a luz. Prefere as trevas as sombras, prefere fazer as coisas na surdina, às escondidas.

Jesus nos pede que caminhemos de forma transparente, que nossas ações não deponham contra nós, que a nossa forma de agir, seja de acordo com a luz.


Deus abençoe,
Padre Reginaldo Manzotti

Visitou o Santíssimo cada dia de sua vida graças a menina que morreu pela Eucaristia

Arcebispo Fulton Sheen
O Servo de Deus Arcebispo Fulton Sheen, a quem é atribuído um possível milagre;

Contou meses antes da sua morte em 1979 que sua maior inspiração foi uma menina chinesa de onze anos que morreu pela Eucaristia.

O Arcebispo Sheen relatou durante uma entrevista que quando os comunistas se apoderaram da China por volta do século XX;
Prenderam um sacerdote em sua própria reitoria próximo à Igreja.

O sacerdote observou assustado, de sua janela, como os comunistas invadiram o templo.

Eles pegaram do tabernáculo as âmbulas com as espécies sagradas, atirando-a ao chão, espalharam-se as 32 hóstias consagradas.

Na parte de trás da igreja havia uma menininha que rezava e viu tudo o que tinha acontecido.
À noite, a pequena regressou e, escapando da guarda posta na reitoria, entrou no templo.

Ali, fez uma hora santa de oração, um ato de amor para reparar o ato sacrílego.

Depois, ajoelhou-se e, inclinando-se para frente, com sua língua comungou uma das Sagradas Hóstias.

Cabe recordar que, naquele tempo, os leigos não podiam tocar a Eucaristia com suas mãos.
A menina regressou a cada noite e, depois de sua hora santa, recebia Jesus Eucarístico na língua.
Na trigésima segunda noite, depois de consumir a última hóstia, acidentalmente fez um barulho que despertou o guarda.
Este correu atrás dela, agarrou-a e golpeou-a até matá-la com a parte posterior de sua arma.

O sacerdote preso presenciou profundamente abatido este ato de martírio heroico.

Posteriormente, quando o Arcebispo Sheen escutou o relato;

Prometeu a Deus que faria uma hora santa diária diante de Jesus Sacramentado, pelo resto de sua vida. 
A pequena ensinou ao Bispo a coragem e o amor que devemos ter pelo Santíssimo Sacramento;
E como a fé pode vencer o medo porque o verdadeiro amor à Eucaristia deve transcender à própria vida.

Sobre o Servo de Deus Arcebispo Sheen

O Arcebispo Sheen nasceu no dia 8 de maio de 1895 nos Estados Unidos.
Foi ordenado sacerdote em 1919 e logo se tornou uma pessoa importante no rádio, na década de 1930.
Foi anfitrião do programa de rádio “Hora Católica” e do programa de televisão “A Vida vale a pena ser vivida”, ganhador do Emmy;
E chegou a uma audiência de milhões de pessoas durante sua carreira nos meios de comunicação.

O Servo de Deus Fulton Sheen escreveu vários livros e dirigiu a Sociedade para a Propagação da Fé nos Estados Unidos.

O Arcebispo dedicou o dinheiro obtido com seus livros às missões no exterior.

Seu trabalho ajudou a criar 9 mil clínicas, 10 mil orfanatos 1200 escolas.
As instituições ajudadas através das suas doações atualmente educam 80 mil seminaristas e 9 mil religiosas.
O Servo de Deus continuou sendo uma figura líder do catolicismo nos Estados Unidos até sua morte, em 1979, aos 84 anos de idade.
Dom Jenky iniciou a causa de canonização do Arcebispo Sheen em 2002.
Em 2012, o Papa Bento XVI reconheceu as virtudes heroicas de Fulton Sheen;
E em março de 2014 uma declaração médica do Vaticano certificou que o milagre atribuído a sua intercessão não podia ser explicado pela ciência.

Este milagre foi a cura de James Fulton Engstrom, um menino que aparentemente havia nascido morto em setembro de 2010;

Filho de Bonnie e Travis Engstrom, no povoado de Goodfield, na região de Peoria.

O pequeno James não mostrou sinais de vida quando os médicos tentaram reanimá-lo, por isso, seus pais pediram ao Servo de Deus para que o curasse.
Apesar de o bebê não apresentar pulsação durante uma hora depois do seu nascimento, seu coração começou a bater outra vez.
O estudo deste possível milagre também obteve o visto da Comissão de Teólogos em junho de 2014.
.
Fonte: acidigital.org
 http://www.adf.org.br/home

Nenhum comentário:

Postar um comentário